Para Baixar Em Pdf:

Simulado 4 Concurso  Professor De Quimica

1. A pesagem é uma etapa muito importante na preparação de
amostras, uma vez que a Química é uma ciência exata e exige
precisão nas medidas. Por exemplo, se é preciso medir 10 mg
de um determinado composto, e o analista mede 9 mg, colocou
10% a menos da massa necessária, e isso pode levar a erro
uma análise quantitativa. Se em uma balança analítica com
4 (quatro) casas decimais deve-se pesar uma amostra com 2
algarismos significativos, um resultado possível, em gramas
(g), pode ser
(A) 0,2904.
(B) 0,0310.
(C) 2,1000.
(D) 0,0047.
(E) 0,8600.

2. A validade dos resultados em análises químicas depende
muito do preparo correto das soluções utilizadas nos procedimentos
e de suas concentrações. Por exemplo, a preparação
de soluções ácidas requer a diluição de soluções concentradas
comerciais e sua posterior padronização com um padrão
primário. As soluções comerciais de ácido clorídrico e ácido
sulfúrico possuem concentrações de 12 mol/L e 18 mol/L,
respectivamente.
A seguir são feitas algumas afirmações sobre a preparação de
soluções e padronização:
I. para se preparar 100 mL de solução de HCl de concentração
0,1 mol/L, deve-se utilizar aproximadamente 0,83 mL do
ácido comercial;
II. a padronização de uma solução de HCl pode ser feita por
titulação com solução de NaOH, desde que seja utilizado
o produto P.A.;
III. para a titulação de soluções básicas quentes, deve-se dar
preferência para soluções padronizadas de ácido sulfúrico;
IV. soluções de ácido sulfúrico podem ser utilizadas em titulações
de quaisquer bases de metais alcalinos e alcalinoterrosos.
Está correto o que se afirma apenas em
(A) I e II.
(B) I e III.
(C) II e IV.
(D) I, III e IV.
(E) II, III e IV.

3. A flora brasileira é rica em plantas que produzem substâncias
com potencial uso farmacológico. Para isolar substâncias
presentes em extratos brutos vegetais, que em geral são misturas
complexas constituídas por diversas classes de produtos
naturais, deve-se lançar mão de associações de técnicas de
separação e isolamento dessas substâncias. Entre as principais
etapas do processo, tem-se a extração por solventes, utilizando
o extrator Soxhlet, e o fracionamento do extrato utilizando
resinas trocadoras de íons.
Sobre essas técnicas, pode-se afirmar que
(A) para a extração de substâncias apolares presentes em uma
amostra, convém a utilização de metanol, pois o álcool
não reage com esse tipo de composto.
(B) óleos essenciais, por serem polares, podem ser extraídos
por arraste de vapor.
(C) o uso do extrator Soxhlet é recomendado para extrações
descontínuas.
(D) óleos essenciais podem ser extraídos pela formação de
extrato etéreo.
(E) álcoois superiores, em geral, apresentam boa solubilidade
em água, podendo ser extraídos por dissolução em meio
aquoso.

4. Dentre as diversas técnicas analíticas de solos e sedimentos
que envolvem métodos espectroscópicos, temos a Análise
por Ativação Neutrônica, que consiste no bombardeamento
da amostra com nêutrons térmicos. Os átomos existentes na
amostra capturam os nêutrons, tornando-se instáveis, e passam
a emitir radiação, a qual pode ser detectada por espectrometria
de raios gama. Uma vantagem dessa técnica é a possibilidade
de uma análise multielementar, onde pode-se determinar de
20 a 40 elementos em uma única amostra. Essa vantagem
deve-se ao fato de que
(A) a radiação emitida depende da distribuição eletrônica de
cada radioisótopo, que é única para cada elemento.
(B) cada elemento apresenta um único isótopo radioativo,
que pode ser identificado por sua emissão característica.
(C) cada radioisótopo emite energia em frequência característica,
o que permite sua diferenciação.
(D) não há a necessidade de se comparar a radiação da amostra
com padrões certificados.
(E) os radioisótopos produzidos na captura de nêutrons
apresentam tempo de meia-vida elevados, permitindo
um maior tempo de permanência da amostra no detector.

5. Sobre a técnica de espectrometria gama, é correto afirmar
que
(A) a radiação gama é produzida por processos de relaxamento
de elétrons de alta energia.
(B) a espessura do alvo a ser contado não é importante, pois
a radiação gama não interage com o meio.
(C) não requer elevado grau de purificação química, pois
a radiação gama possui energias diferentes para cada
radioisótopo.
(D) a emissão de uma radiação gama por um radioisótopo
altera a massa do átomo mas não sua carga nuclear.
(E) não é necessário averiguar a taxa de radiação de fundo
do detector, a não ser em amostras onde a concentração
do analito é alta.

6. Todo corpo que se acha imerso em um fluido (gás ou líquido),
sofre um impulso de baixo para cima que corresponde à massa
do fluido deslocado. Essa informação é importante pois esse
impulso deve ser descontado em pesagens de massas pequenas,
e o erro provocado por esse efeito deve ser corrigido por
meio de cálculos.
Esse impulso é conhecido como
(A) tara.
(B) equilíbrio de barras.
(C) refluxo.
(D) massa aparente.
(E) empuxo.

7. Medidas de massas ou volumes devem ser feitas em equipamentos
onde a leitura das escalas permitam reproduzir múltiplos
ou submúltiplos das unidades correspondentes. Sobre
o assunto, considere as afirmações a seguir:
I. uma medição de um volume de 5,45 mL pode ser feita com
uma pipeta graduada de 20 mL com divisões de 0,1 mL;
II. a determinação de uma massa de 12,3 mg pode ter sido
realizada em uma balança analítica em cujo visor se observa
a leitura 0,0000 g;
III. com uma micropipeta de 10 µL com ponteiras descartáveis
pode-se medir com máxima precisão volumes de 5 a 50 µL.
Está correto o que se afirma apenas em
(A) I.
(B) II.
(C) III.
(D) I e II.
(E) II e III.

8. Para se realizar a padronização de uma solução de HCl
0,1 mol/L, tomou-se uma massa de 1,06 g de Na2
CO3
(padrão
primário – massa molar = 106 g · mol–1
), a qual foi dissolvida
em um volume de água suficiente para a preparação de
100 mL de solução. Uma alíquota de 10 mL dessa solução
foi titulada com o HCl a ser padronizado, e o volume lido
na bureta foi de 16,0 mL. Nesse caso, o fator de correção da
solução de HCl é de
(A) 0,63.
(B) 0,8.
(C) 0,9.
(D) 1,05.
(E) 1,25

9. Uma resina de troca iônica pode ser ácida ou básica, dependendo
dos grupos ligados à resina polimérica. Os íons presentes
nas soluções são retirados ao passarem pela resina, sendo
trocados por íons presentes na mesma.
Sobre o processo de troca iônica, assinale a alternativa que
apresenta a afirmação correta.
(A) Ao passar por uma coluna de troca catiônica, a solução
terá sua condutividade elétrica reduzida.
(B) As colunas de troca iônica sódicas devem ser substituídas
periodicamente, pois a reação de troca é irreversível.
(C) Resinas ácidas possuem íons hidrogênio permutáveis, e
tornam as soluções ácidas pela formação de ácidos fortes,
como o sulfúrico ou o clorídrico.
(D) Ácidos fracos presentes nas soluções podem ser retirados
por resinas aniônicas fracamente básicas.
(E) Resinas de troca iônica podem ser utilizadas na purificação
de água, pois eliminam a maioria dos compostos
dissolvidos independentemente de sua natureza.

10. Quando se prepara uma solução ácida, deve-se levar em
consideração que
(A) quanto mais forte o ácido dissolvido, menor será o pH
da solução.
(B) a concentração de íons H+
depende da constante de ionização
do ácido utilizado.
(C) a adição do ácido à água deve ser feita em banho de gelo,
pois a dissolução é fortemente endotérmica.
(D) ácidos não higroscópicos não necessitam de padronização
após preparação.
(E) toda preparação desse tipo de solução deve ser realizada
em capela, devido à toxicidade inerente dos ácidos.

Gabarito

1-D
2-B
3-D
4-C
5-C
6-E
7-B
8-E
9-C
10-B

Simulado 4 Concurso Professor De Quimica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + oito =

PROJETO QUALIFIQUE-SE!

CURSOS GRATUITOS E TODOS COM CERTIFICADO

CERTIFICADOS LIBERADOS PELO MEC – DECRETO 5.154/2004. Certificados Válido em TODO O BRASIL. Útil para currículo, horas complementares na faculdade, concursos, seleções, progressão funcional, empregos, …