Para Baixar em PDF:

Simulado 7 Concurso Professor De Artes

 

1. A metodologia triangular, hoje chamada de proposta triangular,

foi inicialmente discutida por Ana Mae Barbosa em
A imagem no Ensino da Arte. Essa teoria possibilita muitas
ações ao professor. Um exemplo de trabalho que tem como
base essa metodologia é
(A) a compreensão da cronologia linear da História da Arte
com base em seus movimentos.
(B) a apreciação e fixação das características das obras,
com base nas biografias dos artistas.
(C) a comparação de imagens, para compreender quais os
alunos e a comunidade preferem.
(D) o incentivo à liberdade da livre-expressão e à livre liberdade
da auto-contextualização, com base em Lowenfeld.
(E) o estabelecimento de relações entre a apreciação de
imagens da arte e o fazer artístico

2. Existem diversas metodologias para a leitura de obra de arte.
Estimular a leitura de uma ou mais imagens de obras, com
atenção para o confronto entre as suas semelhanças e diferenças
é um exemplo de ação coerente com
(A) o método de desenvolvimento estético, de S. Hall.
(B) o método comparativo de análise de obras de arte, de
Feldman.
(C) a Proposta triangular, de Ana Mae Barbosa.
(D) a Pedagogia de Projetos, de Hernandez.
(E) a Leitura e alfabetização do mundo, de Paulo Freire.

3. Existem diversas metodologias para a leitura de obra de arte.
Estimular a leitura de uma ou mais imagens de obras, com
atenção para o confronto entre as suas semelhanças e diferenças
é um exemplo de ação coerente com
(A) o método de desenvolvimento estético, de S. Hall.
(B) o método comparativo de análise de obras de arte, de
Feldman.
(C) a Proposta triangular, de Ana Mae Barbosa.
(D) a Pedagogia de Projetos, de Hernandez.
(E) a Leitura e alfabetização do mundo, de Paulo Freire.

4. Sobre as culturas a serem abrangidas pela arte na escola,
Ana Mae Barbosa coloca que
(A) a arte na educação popular deve ser voltada para as
questões do trabalho prático.
(B) a cultura de massa estimula o consumo, portanto deve
ficar fora da escola.
(C) o professor compreende as diferenças entre uma escola
popular e uma de elite.
(D) há conteúdos que só podem ser bem trabalhados quando
há recursos para tal.
(E) as massas têm direito à sua própria cultura e também à
cultura de elite.

5. Cintra e Albano (2010) colocam que, na formação do professor,
o trabalho com a memória, a rememoração de experiências
vividas como estudantes em diferentes níveis de
escolarização, aparece como uma forma de
(A) subsidiar uma prática reflexiva e pessoal, pautada em
experiências reais.
(B) criticar os sistemas antigos de ensino, hoje ultrapassados.
(C) relembrar as pastas de desenhos antigos e ver o que
pode ser aproveitado hoje.
(D) refletir, selecionar e organizar trabalhos.
(E) relembrar as experiências e trabalhá-las em grupos de
apoio.

6. A respeito de uma oficina de artes visuais, Anne Marie Holm
defende que as crianças devem ter liberdade para experimentar
materiais e abrir possibilidades.
Assinale a alternativa coerente com o seu pensamento.
(A) Se dermos às crianças a mesma liberdade para o processo
artístico que lhes damos para suas brincadeiras,
as crianças chegarão à excelência no aprimoramento do
processo criativo.
(B) As crianças pequenas não devem trabalhar com materiais
como tinta, pois elas ainda não têm controle. O
ideal, nesse caso, é usar giz de cera e lápis.
(C) O processo criativo é inventivo, mas a criança necessita
de modelos de excelência para releituras. Ela pode desenvolver
a criatividade com a experimentação de novas
cores e materiais em sua releitura.
(D) Pode-se brincar enquanto se faz as experiências com
arte. Mas, depois, as crianças devem organizar os trabalhos
e limpar a sala, pois com desorganização não é
possível criar.
(E) A liberdade é importante para o desenvolvimento infantil,
mas a criança sabe qual é o melhor material e
a melhor técnica? O processo pode ser agilizado se o
professor intervir e mostrar a ela o que deve fazer.

7. A fim de fazer uma comparação com as crianças, Holm
cita o artista Olafur Eliasson, que destaca a importância da
pesquisa e da experimentação em seu próprio processo de
criação, não importando se serão feitas exposições com os
trabalhos.
Assinale a alternativa que, segundo a autora, faz referência à
atitude natural das crianças e que se relaciona com o artista.
(A) As crianças são carentes e necessitam da atenção do
adulto.
(B) As crianças são curiosas, são pesquisadoras.
(C) As crianças são criativas e com tendência à desobedi-
ência.
(D) Expor é a principal forma de valorizar os trabalhos das
crianças.
(E) As crianças precisam explicar os seus desenhos.

8. A partir da teoria de Derdyk, compreende-se que entre os fatores
que levam à inibição do processo de desenvolvimento
gráfico infantil na escola está
(A) a criança que insiste em repetir os mesmos desenhos.
(B) o ensino baseado na cópia.
(C) a influência da TV.
(D) as garatujas.
(E) o professor que não desenha corretamente.

9. Segundo Ott (in: Barbosa), o ensino de arte em museus pressupõe
(A) um ensino que aproxime os alunos da alta cultura, uma
vez que eles nem sempre têm oportunidade de ter contato
com ela.
(B) levar em consideração os limites dos alunos, de acordo
com a sua faixa etária, repertório cultural e nível social.
(C) a oportunidade de ter uma aula com educadores da instituição,
que vão explicar sobre as obras.
(D) um ensino sensível, ou seja, um sistema que possibilite
uma atmosfera positiva para o desenvolvimento da crí-
tica de arte pelos alunos.
(E) um projeto que inclua o desenvolvimento de releitura
de uma obra famosa, para a experiência ficar gravada
na memória das crianças.

10. Ott elaborou um método de leitura de obra que se organiza
nas seguintes etapas: descrevendo, analisando, interpretando,
fundamentando e revelando. Dessa maneira, o início da
leitura de uma obra se dá com
(A) a explicação do educador do museu ou do professor.
(B) as informações sobre a biografia do artista e o seu contexto.
(C) a observação da obra e a descrição de seus elementos
visíveis.
(D) a pesquisa aprofundada do aluno sobre o tema.
(E) a fundamentação da História da Arte e do contexto

gabarito
1-e
2-d
3-c
4-b
5-e
6-a
7-d
8-b
9-a
10-c

Simulado 7 Concurso Professor De Artes

3 ideias sobre “Simulado 7 Concurso Professor De Artes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 5 =

PROJETO QUALIFIQUE-SE!

CURSOS GRATUITOS E TODOS COM CERTIFICADO

CERTIFICADOS LIBERADOS PELO MEC – DECRETO 5.154/2004. Certificados Válido em TODO O BRASIL. Útil para currículo, horas complementares na faculdade, concursos, seleções, progressão funcional, empregos, …