Para Baixar em PDF:

Simulado 6 Concurso Professor De Português

1. O fazer a aula não se resume somente à sala de aula, está
muito além de seus limites, no real envolvimento dos
professores e seus alunos com a aventura do conhecimento,
do relacionamento com a realidade vivenciada. Para o
professor praticar a docência é:
(A) uma tarefa rigorosamente acadêmica e burocratizada.

(B) uma tarefa burocrática e sociológica.
(C) uma experiência que demanda o recurso a múltiplos
saberes, entre os quais a Filosofia e a Didática.
(D) uma experiência que demanda saberes, pedagógicos,
tecnológicos e culturais.

2. Conforme Rios, “estabelecer um ensino de qualidade é
oferecer condições para a formação global de alguém que
sabe ler, escrever e contar”. Nesse sentido,
I. contar e cantar – nas expressões artísticas e religiosas, nas
diversificadas investigações científicas.
II. contar não apenas números, mas sua história real, espalhar
sua palavra, falar de si e dos outros .
III. escrever não apenas nos cadernos, mas no contexto de
que participa, deixando seus sinais, seus símbolos.
IV. ler não apenas as cartilhas, mas os sinais do mundo, a
cultura de seu tempo.
Está de acordo com a autora:
(A) I e II
(B) I, II, III, IV
(C) I, III e IV
(D) I, II e III

3. “As facilidades técnicas oferecidas pelos computadores
possibilitam a exploração de um leque ilimitado de ações
pedagógicas, permitindo uma ampla diversidade de atividades
que professores e alunos podem realizar. Por outro lado, essa
ampla gama de atividades pode ou não estar contribuindo
para o processo de construção de conhecimento. O aluno
pode estar fazendo coisas fantásticas, porém o conhecimento
usado nessas atividades pode ser o mesmo que o exigido em
outra atividade menos espetacular. O produto pode ser
sofisticado, mas não ser efetivo na construção de novos
conhecimentos”.
Com esse argumento, José Armando Valente entende que o
melhor é:
(A) a educação escolar estimular novas formações estruturais,
integrando a família nesse novo contexto.
(B) quando o computador seja utilizado valorizando a história
cultural e pedagógica no contexto extra- escolar.
(C) quando o computador avança e compartilha os interesses
didáticos.
(D) quando os conhecimentos técnicos e pedagógicos
crescem juntos, simultaneamente, um demandando novas
idéias do outro.

4.A distinção entre uma abordagem educacional que
privilegia a transmissão de informação e uma abordagem que
enfatiza o desenvolvimento de projetos e a construção de
conhecimento coloca os educadores entre dois pólos que não
podem ser vistos como antagônicos. Eles não podem ser
extremistas no sentido de terem que optar exclusivamente por
uma prática baseada na transmissão de informação ou na
construção de conhecimento. O educador deve estar
preparado e saber intervir no processo de aprendizagem do
aluno, para
(A) que ele seja capaz de transformar as informações
(transmitidas e/ou pesquisadas) em conhecimento, por meio
de situações-problema, projetos e/ou outras atividades que
envolvem ações reflexivas. O importante é que haja um
movimento entre estas duas abordagens pedagógicas de
forma articulada, propiciando ao aluno oportunidades de
construção do conhecimento.
(B) que ele seja capaz de monitorar e manusear o
computador.
(C) que ele seja capaz de usar o computador de forma com
que as informações ultrapassem as estruturas simbólicas,
viabilizando o trabalho educacional.
(D) que o ensino e a pesquisa impliquem no desenvolvimento
de competências cognitivas e sociais.

5. O domínio da linguagem, como atividade discursiva e
cognitiva, e o domínio da língua, como sistema simbólico
utilizado por uma comunidade lingüística, são condições de
possibilidade de plena participação social. Pela linguagem os
homens e as mulheres se comunicam, têm acesso à
informação, expressam e defendem pontos de vista, partilham
ou constroem visões de mundo, produzem cultura. Assim, um
projeto educativo comprometido com a democratização social
e cultural atribui à escola

(A) o trabalho pedagógico comprometido com as
características culturais diversas.
(B) sua função administrativa e comprometida em trazer a
comunidade para o debate acadêmico.
(C) a função e a responsabilidade de contribuir para garantir a
todos os alunos, o acesso aos saberes, lingüísticos
necessários para o exercício da cidadania.
(D) a definição do trabalho elaborado cientificamente
respeitando os conteúdos básicos.

6.A produção de discursos não acontece no vazio. Ao
contrário, todo discurso se relaciona, de alguma forma, com os
que já foram produzidos. Nesse sentido, os textos, como
resultantes da atividade discursiva, estão em constante e
contínua relação uns com os outros, ainda que, em sua
linearidade, isso não se explicite. A esta relação entre o texto
produzido e os outros textos é que se tem chamado
intertextualidade. Todo texto se organiza dentro de
determinado gênero em função das intenções comunicativas,
como parte das condições de produção dos discursos, as
quais geram usos sociais que os determinam. Os gêneros
são, portanto, determinados historicamente, constituindo
formas relativamente estáveis de enunciados, disponíveis na
cultura. São caracterizados por:
I. conteúdo temático: o que é ou pode tornar-se dizível por
meio do gênero;
II. construção composicional: estrutura particular dos textos
pertencentes ao gênero;
III. estilo: configurações específicas das unidades de
linguagem derivadas, sobretudo, da posição enunciativa do
locutor;
IV. conjuntos particulares de seqüências que compõem o texto

Conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais, assinale a
alternativa correta:
(A) I, III e IV
(B) I, II, III e IV
(C) II, III e IV
(D) III e IV

7. Pode-se considerar o ensino e a aprendizagem de Língua
Portuguesa, como prática pedagógica, resultantes da
articulação entre as seguintes variáveis :
I. o aluno.
II. os conhecimentos com os quais se opera nas práticas de
linguagem.
III. a mediação do professor.
Assinale a alternativa correta:
(A) I, II e III
(B) I e II
(C) II e III
(D) I e III

8.Toda educação comprometida com o exercício da
cidadania precisa criar condições para que o aluno possa
desenvolver sua competência discursiva. Um dos aspectos da
competência discursiva é o sujeito ser capaz de utilizar a
língua de modo variado, para produzir diferentes efeitos de
sentido e adequar o texto a diferentes situações de
interlocução oral e escrita. É o que aqui se chama de
competência lingüística e estilística. Sobre o desenvolvimento
da competência discursiva, deve a escola organizar as
atividades curriculares relativas ao ensino-aprendizagem da
língua e da linguagem. A importância e o valor dos usos da
linguagem são determinados historicamente. Atualmente,
exigem-se níveis de leitura e de escrita diferentes dos que
satisfizeram as demandas sociais até bem pouco tempo e
tudo indica que essa exigência tende a ser crescente. A
necessidade de atender a essa demanda,
(A) exige um modelo de ação docente pautada nos princípios
históricos e culturais, observando a avaliação pré-definida pelo
corpo docente.
(B) obriga à revisão substantiva dos métodos de ensino e à
constituição de práticas que possibilitem ao aluno ampliar sua
competência discursiva na interlocução.
(C) exige a construção e a elaboração do sujeito envolvido no
contexto escolar.
(D) obriga a internalização do material didático e cultural que
modifica o aluno.

9. Ao ingressarem na escola, os alunos já dispõem de
competência discursiva e lingüística para comunicar-se em
interações que envolvem relações sociais de seu dia-a-dia,
inclusive as que se estabelecem em sua vida escolar.
Acreditando que a aprendizagem da língua oral, por se dar no
espaço doméstico, não é tarefa da escola, as situações de
ensino vêm utilizando a modalidade oral da linguagem
unicamente como instrumento para permitir o tratamento dos
diversos conteúdos. Uma rica interação dialogal na sala de
aula, dos alunos entre si e entre o professor e os alunos, é
uma excelente estratégia de construção do conhecimento,
pois permite a troca:
I. de informações.
II. o confronto de opiniões.
III. a negociação dos sentidos.
IV. a avaliação dos processos pedagógicos em que estão
envolvidos.
De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais são
corretas apenas:
(A) I e II
(B) II e III
(C) I, II, III, IV
(D) II e IV

10.O texto literário constitui uma forma peculiar de
representação e estilo em que predominam a:
(A) força da intenção estética e a reconstrução do saber
pedagógico.
(B) força criativa da imaginação e o saber inacabado.
(C) força criativa da imaginação e a intenção estética.
(D) reconstrução do trabalho pedagógico e a força criativa da
imaginação.

gabarito
1-c
2-b
3-d
4-a
5-c
6-b
7-a
8-b
9-c
10-c

Simulado 6 Concurso Professor De Português

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + doze =

CURSOS GRATUITOS PARA PROFESSORES (COM CERTIFICADO)